A ECOLOGIA E O TEMPO DE ANGÚSTIA

Definimos como o TEMPO DE ANGÚSTIA como o tempo quando a porta da graça se fechar e o mundo se voltará para os guardadores da Lei de Deus, os guardadores do Sábado? Uma pergunta. Faz sentido o quando a Bíblia e escritora Ellen White falam que um dia um grupo de pessoas não vão poder comprar e nem vender nesse período? Por mais caótico que esteja o mundo, sempre existe alguém querendo da um pouco de pão, ajudar de alguma forma.

Será possível mesmo que um dia o mundo todo ficará possuído por espíritos demoníacos?

Jeremias 30:5-7 fala sobre esse período …(ler na Bíblia) Daniel, Lucas, Apocalipse, Amós também falam sobre esse tempo em que o Espírito Santo se retirará da terra, das pessoas – na verdade Deus é Onipresente. Ele continuará aqui, o que acontece é que as pessoas deixarão de ouvir a voz de Deus. Nesse tempo as pessoas ficaram possuídas de espíritos não de DEUS – espíritos inimagináveis. O tempo de agonia e angústia que diante de nós está, exigirá uma fé que possa suportar o cansaço, a demora e a fome – fé que não desfaleça ainda que severamente provada?

A escritora Ellen White escreveu: O “tempo de angústia como nunca houve” está prestes a manifestar-se sobre nós e não tem explicação; e necessitaremos de uma experiência que agora não possuímos, e que muitos são demasiado indolentes para obter. Dá-se muitas vezes o caso de imaginarmos maior a angústia do que em realidade o é; não se dá isso, porém, com relação à crise diante de nós. A mais vívida descrição não pode atingir a grandeza daquela prova. O Grande Conflito, págs. 621 e 622. Naquele dia toda a alma precisa está em pé diante de Deus”.

O tempo que está por vim, será tão terrível que não dá para exagerá. Sobre esse assunto não tem como criar uma hipérbole. Não tem como exagerá pois será um período inimaginável.

Continua ela… “Este tempo é chegado em cima de nós. O Espírito de Deus está sendo retirado da terra. Quando o anjo da misericórdia dobrar suas asas e ir-se embora, Satanás vai fazer as maldades que ele há muito tempo queria fazer. Tormenta e tempestade, guerra e derramamento de sangue, nestas coisas, ele se deleita, e assim, ele os reúne em sua colheita. Então serão completamente os homens enganados por ele que declararão que essas calamidade resultam da profanação do primeiro dia da semana”. (Review and Herald, 17 de setembro de 1901).

Como se dará isso?  faz sentido que um dia toda a humanidade esteja mergulhada no caos? faz sentido dizer que um dias todas as pessoas ficaram endemoniadas? tem lógica a doutrina adventista sobre o tempo do fim e o tempo de angustia?

Em 1798 – ano que marcou o tempo do fim, Thomas Malthus, um dos pioneiros da sociologia, declarou que o mundo no futuro iria acabar por causa da fome. Como sociólogo respeitado – pai da sociologia – ele fez um estudo, um projeto de pesquisa e criou a teoria conhecida como a Lei de Malthusiana. Quem estudar sociologia na faculdade vai estudar a Lei de Malthus. Essa lei de Malthus coloca o seguinte: enquanto a população da terra cresce em escala geométrica os alimentos crescem em escala aritmética.

O que isso significa – simplesmente – que a produção de alimentos não acompanha o crescimento populacional. Ele previu que no futuro os homens brigariam por causa de comida, fariam guerras até a raça humana ser exterminada ou restar apenas alguns poucos sobreviventes.

Eu tenho uma boa e uma má noticia para dar a vocês. A noticia boa é que os quadros de Tomas Malthus estavam errado. Foi o contrario que aconteceu. A população cresceu em escala aritmética e a alimentação em escala geométrica. Hoje há muito mais alimentação que  a quantidade de pessoas na terra. Mas, não seja tão otimista neste assunto, tenho uma má noticia. Embora os alimentos tenham crescido mais que a população – a concentração é que ficou pequena.

Peter Koter May – diz: “os recursos humanos não estão disponíveis de forma igualitária, e algumas regiões se tem pressões quanto a escassez de alimentos e água potável”. Existe comida para o mundo inteiro, mas ela está concentrada apenas em parte do mundo.

Embora Tomas Malthus tenha errado em um aspecto ele acertou em outro pois no mundo existe uma crise por falta de alimentos. Muitas pessoas estão passando fome – irão dormir está noite sem alimento – acordarão com fome e muitas morreram hoje de fome.

Estados Unidos da America – desperdício, país obeso, criança obesa…

No mundo tem comida para todos, mas está nas mãos de poucos.

Adactor Benedict Antony  – sanitarista de meio ambiente do Rio de Janeiro, escreveu da seguinte maneira: “a água é um recurso limitado, escasso do planeta, e basicamente grande parte da água potável do planeta está nos reservatórios subterrâneos. Como a água doce é gerada no planeta… como a água vai acabar… Através do mecanismo de infiltração das florestas temos água doce – água potável. Ora, o crescimento demográfico gera como conseqüência alem do problema de ocupação dos recursos naturais, minérios, madeira e água, sem falar no problema de geração de alimentos em que gera também a ocupação de solos, desmatamentos, problemas de erosão que inviabilizam a recarga de água doce do planeta”.

É como se você tivesse um filtro e ele estivesse entupido. Tem água mas ela não filtra. Então, quando dizem que a água do planeta vai acabar, não é que ela vai desaparecer – ela vai continuar ai, mas vai ficar imprestável para ser bebida.

Qual a crise no mundo hoje?

1,1 bilhão de pessoas sem água potável

2,5 bilhões sem saneamento básico

5 milhões morrem por ano por causa da água contaminada,

3% da água do mundo é potável.

Só 3% da maior parte dessa água está na forma de gelo polar.

Kofi Annan, ex-secretário da ONU, DIZ que menos de 3% ou menos é na forma de gelo, ou nas regiões mais profundas do planeta. A quantidade de água acessível, seja em água, rios ou represa, menos de 0,25% do total.

Mesmo quando são abundantes, estão ameaçados de contaminação ou alta demanda. Kofi Annan, ex-secretário da ONU, chega a dizer o seguinte: “No futuro podem ocorrer conflitos por causa da água”.

Lester Lewis – a população vai crescer, isto é inevitável e de onde virá a água… a saída é muito simples. Tira da alimentação – agricultura. (Rio São Francisco – CANALIZAÇÃO – rio secando)

Em Israel, o Rio Jordão está ficando cada vez mais fino e o Mar Morto está desaparecendo. Porque… estão tirando água do Rio Jordão para irrigar  as áreas de Israel. Isso aconteceu em outras partes do mundo também. Os rios vão diminuindo devido à canalização da água para agricultura. Só que quando começa a faltar água para beber terão que tirar de onde… da agricultura – ai o que acontece – tirar água da agricultura, empobrece. Os que os países ricos fazem… isso gera fome, encarecimento da comida, problema com a água, compreende… isso torna um ciclo vicioso.

“Hoje os Graves problemas ecológicos e desequilíbrios no uso de recursos naturais estão colocando em cheque o otimismo de Tomas Malthus”. (comparar valor da água, suco, refrigerante)

Duas informações: Tempo de Angustia E Crise Ecológica…

Vamos agora caminhar agora para unificar as duas informações com uma experiência de John Karllus(1978), o psicólogo, publicou uma experiência causando pelo efeito populacional de ratos. Ele fez o seguinte, para resumir, ele fez uma gaiola, uma gaiola muito grande que ele chamou de “A Gaiola Comportamental do Behaviorismo”. Ele pegou aqueles ratos e colocou dentro da gaiola. Ele percebeu algumas coisas interessantes – os ratos tem um comportamento muito semelhante, socialmente falando ao ser humano.

  1. Os ratos se reuniam em família.
  2. Eles tinham casas (tocas)
  3. Eles respeitavam o lugar do outro.
  4. Eles tinham vias publicas. Sempre respeitavam as vias, nunca passavam no terreno do outro.
  5. A rata sempre ficava em casa e o macho providenciava alimentação.
  6. Ninguém invadia o território do outro.
  7. Somente no período do cio é que os machos se achegavam as ratazanas. Muito interessante, muito organizado.

O que aconteceu?

Quando a população de ratos começou a crescer e a quantidade de água e alimentos continuou o mesmo, os ratos começaram a mudar o comportamento.

Quanto mais ai crescendo a população de ratos e a sensação que tinham é que a água e alimentos estava ficando escasso os ratos começaram a mudar. Por isso é que foi chamado de gaiola comportamental.

  1. Eles começaram a ficar agressivos – agrediam uns aos outros.
  2. Começou também a haver canibalismo entre os ratos. Acontecia também, as vezes de dois ratos começarem a brigar por causa de comida e os outros ratos ficavam vendo, apáticos, quando eles brigavam, ai vinham a população e comia a comida do que brigava. A população do que brigavam e devoram também os outros dois também. Canibalismo.
  3. Começou a haver violência sexual entre os ratos. Antes disso uma ratazana não era atacada por um macho se ela não tivesse no cio. A ratazana fugia mais era atacada pelos machos mesmo fora do cio. Ele ficou assustado com o comportamento dos ratos.
  4. Alguns ratos começaram a ter atitudes homossexuais. Ratos masculinos atacando sexualmente ratos machos.

O resultado oficial da pesquisa, foi descoberto 4 tipos de personalidades entre os ratos:

  1. Os dominantes: altamente agressivos – nada disso haveria antes.
  2. Os homossexuais: que se insinuavam a membros do mesmo sexo ou fêmeas estéreis que eram atacados pelos dominantes.
  3. Os passivos que viviam apáticos entre a população.
  4. Os sondadores, imperativos, bissexuais e canibais. As interações sociais tornaram-se de curta duração, os extintos de cortejo sexual desapareceu. Outro detalhe. Antes, quando a fêmea entrava no cio tinha todo um ritual antes do acasalamento, agora não, os ratos machos literalmente atacavam as fêmeas.

Ele terminou a pesquisa em 22 de junho de 1972 (quatro anos de estudos), e fez a seguinte pergunta: “Será que isso também pode acontecer com o planeta terra?”

O que ele viu em laboratório imaginou que o ser humano pudesse viver semelhantemente. Afinal, o comportamento social dos ratos é semelhante ao do homem.

Então se nós tiramos a comida da população, será que não vai acontecer o mesmo?  percebeu o risco? a semelhança!!! será que a lei de Jonh s nos deveria servir de alerta?

– Deixe eu abrir um parêntese aqui. Porque ninguém está me atacando? Porque somos civilizados?

O que leva uma população a odiar uma minoria étnica?  porque os guardadores da lei de DEUS e do sábado serão odiados após o fechamento da porta da graça.

– Uma pergunta inteligente para vocês. O que faz uma população odiar uma minoria étnica?

Porque no passado os judeus foram perseguidos na ALEMANHA.

Porque os negros nos EUA e na AFRICA do Sul – Tuts e Utus… pQ?…

Porque hoje se aceita um negro falando para você e americanos não aceitava nos anos 50, 60, e 70?

Porque hoje se aceita um colega judeu falando com vocês, mas na Alemanha nazista não seria aceito? seria morto . Lembre-se que não foram um ou dois negros  que odiaram negros na África do Sul, foi um país inteiro – negros brigando contra negros, irmãos contra índios.

O que leva uma população a perseguir e querer a matança étnica de um grupo? o que a historia deixa claro nas entrelinhas? a ameaça da segurança.

Se você conseguir estudar o maior argumento de Ritler na Alemanha para matar os judeus, é porque eles estavam ameaçando a nossa comida, a nossa bebida, a nossa segurança. Eles vão tomar de nós o que é nosso.

Com os negros na America foi a mesma coisa, principalmente nos anos 30, os negros tinha muitas propriedades, houve a queda da bolsa de valores. Muitos brancos que eram ricos ficaram pobres e com medo que os negros assumissem o poder.

Quando as pessoas se sentem ameaçadas elas começam a agredir.

Sigmund Freud (1856-1939) – Pai da Psicanálise diz: – o ser humano é agressivo por natureza. Você só não está me atacando ou atacando uma minoria étnica, porque, porque você está bem de alimentos, de água, de roupa. Mas se todos os elementos básicos de sua vida forem tirados de você, sobrará apenas um animal violento.

Duas coisas realmente nos identificam: extinto sexual (sobrevivência, reconhecimento, afeto). Quando se tira do ser humano, tudo, tudo. Sobra apenas um animal sexual sobrevivente. Se tirar do ser humano a comida, a segurança, o reconhecimento – a educação vai embora.

Quando um homem está excitado ele perde completamente a noção do que está fazendo. Ele violenta, depois cai em si e diz: “o que foi que eu fiz…”. Por isso que há muitos casos de traição e adultério. Na hora da excitação sexual, homens perdem a noção. Os que evidentemente estão afastados de DEUS. Eles traem a mulher com a vizinha, cunhada, empregada, secretaria, qualquer outra lá. Depois fala: o que foi que eu fiz? lembra do caso de Davi. O filho de Davi foi abusar da própria Irma, depois que eles abusou da Irmã ele disse, que foi que eu fui fazer? na hora da excitação o que fala mais alto é seu lado animal. Será que Freud(froid) estava certo…

Outro Psicanalista discordou dele – Viktor Frankl – fundador da terceira escola de psicanálise de Viena – ele diz: “ Graças a Deus, Freud foi poupado dos campos de concentração. Seus textos deitam nos sofá de veludo da cultura victoriana, não em Auschwitz, lá as diferenças individuais não obscurecem, ao contrario, as pessoas si tornam mais diferentes, elas tiram suas mascaras, tanto porcos quanto santos.

O que Victor Fanqueo disse foi o seguinte: “O que Freud imaginou na teoria, eu vivi na prática, na experiência”. Ele foi sobrevivente no campo de concentração de   Auschwitz. Onde estava Deus em Auschwitz…

Os livros de Viktor Frankl sempre falam da presença ignorada de DEUS.

Viktor Frankl – ELE viu judeus perdendo tudo – dignidade, comida, dormida, bebida, agasalho.

Só que o resultado foi um pouco diferente do que Freud pensou.

Um grupo de judeus se comportou exatamente como Freud falou, se tornaram animais – no pior sentido que se possa imaginar – como os ratos da gaiola comportamental.

Mulheres judias começaram a se prostituir por um pedaço de pão. Judeu começou a matar judeu por um pedaço de pão. Judeu comeu a matar judeu só para ter um pouco mais de sopa no jantar. Homens começaram a ter praticas homossexuais para poder extravasar o libido.

Muitos que eram pessoas serias no campo de concentração se tornaram demônios, traidores, prostitutos – tudo que você possa imaginar de pior. Mas em contra partida, outros se tornaram heróis.

Enquanto muitos se tornaram santos, outros se tornaram porcos – conseguem entender – conseguem ver a semelhança com apocalipse.

Na normalidade, todos são iguais.

(ver fotos do campo de concentração – empresários, professores, advogados, religiosos, universitários…) mas quando a Alemanha chegou querendo o Terceiro Reich – a perseguição aos judeus ai percebeu-se a diferença, alguns se tornaram santos, outros porcos.

Huanda – Tuts e Huts  – crianças mamando na mãe morta – crânios – pessoas mortas a facão – caminhão tentando fugir

Na normalidade todos estão bem. A pergunta final é.

Faz sentido essa historia adventista que o mundo terá uma grande perseguição nos fins dos tempos…

Eu respondo, olha a história e você vai ver que faz todo sentido.

O que aconteceu em Huanda, Alemanha, África do Sul, America nos anos 30, 40 e 50 é uma amostra do que vai acontecer no futuro com o mundo em relação aos guardadores da Lei de Deus.

Deus mostrou aqui o que aconteceu de maneira localizada o que vai acontecer de maneira global.

Na hora da bonança – todos iguais. Na hora do problema – alguns se tornam santos, outros porcos.

Apocalipse 22:11

Essa profecia é para agora. Como fica sua mente diante dessas informações – onde as mascaras vão cair. A cada rejeição da verdade…

Nunca deixe o diabo de rasteira.

As coisas acontecem dosagem a dosagem.

Adaptado da Mensagem do PROF. RODRIGO PEREIRA SILVA

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. stutzpereira disse:

    gostei muito do texto,realista e não sensacionalista!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s