Sua Excelência ou Vossa Excelência?

Para início de conversa tratemos de imediato sobre a pronúncia correta do Substantivo “Excelência” que possui o dígrafo “xc” e adquire a sonoridade “ss”, como se fosse“esselência”não sendo NUNCA grafado como tal. Ok?

Talvez você já tenha se questionado: a Excelência é “Sua ou Vossa”? Sua Excelência é utilizado quando em relação à autoridade, de forma indireta, isto é, na ausência dela. Assim, para ficar mais claro, quando se faz referência à pessoa tratada, mas se conversa com outra (pessoa de quem se fala), emprega-se Sua. Ex.: “Sua Excelência o Governador …, de quem lhe falei…“.  No contato direto, é correto usar Vossa Excelência.Quando se fala diretamente à pessoa tratada (pessoa com quem se fala), usa-se Vossa. Ex.: “Vossa Excelência, senhor Deputado…“. Contudo é comum ouvir: “vai falar agora Sua Excelência…” por desconhecimento da regra.

É importante entender que no trato cerimonioso as “Suas Excelências” se dá inicialmente por meio do uso do “Senhor/Senhora” independente da forma de tratamento que será vinculada na sequência. Importante destacar também que o tratamento é vinculado ao cargo, e não a pessoa como a maioria interpreta. Assim, é pontual afirmar que primeiro vem o nome e depois o cargo ou função da autoridade.

Já na forma escrita, ao dirigir-se a um Chefe de Poder Executivo: Presidente da República; Legislativo: Presidente do Congresso Nacional; Judiciário: Presidente do Supremo Tribunal Federal jamais escreva Vossa Excelência de forma abreviada, escreva por extenso. No envelope, o endereçamento das comunicações dirigidas às autoridades tratadas por Vossa Excelência, terá a seguinte forma: A Sua Excelência o Senhor.

Ainda falando sobre a escrita, o Manual de Redação da Presidência da Republica, de 4 de dezembro de 2002 que ao abordar o tema deixa claro: “Em comunicações oficiais, está abolido o uso do tratamento digníssimo (DD), às excelênciasarroladas (na lista abaixo). A dignidade é pressuposto para que se ocupe qualquer cargo público, sendo desnecessária sua repetida evocação”.

Usa-se, portanto, o Vossa Excelência, para as seguintes autoridades: do Poder Executivo: Presidente da República, Vice-Presidente da República, Ministros de Estado, Governadores e Vice-Governadores de Estado e do Distrito Federal, Oficiais-Generais das Forças Armadas, Embaixadores, Secretários-Executivos de Ministérios e demais ocupantes de cargos de natureza especial. Secretários de Estado dos Governos Estaduais e Prefeitos Municipais; do Poder Legislativo: Deputados Federais e Senadores, Ministro do Tribunal de Contas da União, Deputados Estaduais e Distritais, Conselheiros dos Tribunais de Contas Estaduais e Presidentes das Câmaras Legislativas Municipais; do Poder Judiciário: Ministros dos Tribunais Superiores, Membros de Tribunais, Juízes, Auditores da Justiça Militar.

Para conhecimento geral e aos “nobres” Vereadores como comumente são tratados nas tribunas das Casas Legislativas é oportuno dizer que o Tratamento de “Excelência” é destinado e privativo, tão somente ao presidente da Câmara.

Excelência. 1. Qualidade de excelente. 2. Superioridade, primazia. 3. Tratamento dado às pessoas de alta hierarquia social.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s