Como Donald Trump Usou Posicionamento de 3 Passos Para Chegar à Presidência (E Como Você Pode Tirar Proveito)

15036626_1012677655508630_610852918098083483_n

Não se fala em outra coisa. O Mundo acordou apavorado com a eleição de Donald Trump. “Como é possível?”, “Mas a Hillary tinha essa eleição ganha! O que houve?” pensam muitos.

AVISO: Eu não sou analista político, por isso não julgo a capacidade de execução ou mérito de um ou outro candidato para o cargo. O objetivo desse texto é só analisar como ele usou diferenciação para conquistar o cargo de homem mais poderoso do mundo.

Não dá pra negar que a estratégia dele funcionou. Ele foi eleito. Vamos tentar analisar o que ele fez para ter sucesso.

Olha só…

Se você tem acesso a Netflix, talvez já tenha visto a série Black Mirror. Super recomendo.

Nela tem um episódio onde um desenho animado chamado “Waldo”, que se candidata a um cargo político… e é eleito!

Ele ganha pois ele não seguia o padrão “político tradicional”. Ele era sincero, genuíno, transparente… e dizia o que as pessoas pensavam, não o que era politicamente certo.

Trump ganhou muita exposição na mídia fazendo justamente isso: indo contra o politicamente correto, falando o que seu público-alvo pensa, mas que nenhum político tinha coragem de falar.

Tem muita droga nas ruas? Culpa dos mexicanos. Bora construir um muro. Terrorismo? Vamos expulsar os muçulmanos. Cansado dos políticos atuais? A Hillary é mentirosa e política profissional. Não vote nela!

Etc, etc, etc.

Trump conseguiu identificar uma dor, um incômodo enorme na população: de que as coisas não estão legais. E ele achou culpados para isso. E de quebra, prometeu resolver se fosse eleito.. mas você tem que ajudar ele a ajudar você.

Assim, ele criou um posicionamento de “solução inédita”, que nunca houve antes. Não do jeito que ele promete. As soluções que ele propôs caíram como música para quem já pensava que fazer mais do mesmo (elegendo a Hillary), não iria resolver mesmo.

Porque não tentar algo novo?

O slogan “Fazer a América Grande Novamente” remete justamente isso: de que as soluções de antigamente deram certo, elas que fizeram a America ser grande. E parar de fazer isso para começar a fazer o “politicamente correto” (proposta da Hillary) foi o que fez a coisa sair dos trilhos… não sei se é verdade, mas funcionou. É isso que muita gente queria ouvir.

Esse saudosismo mexe com o lado emocional da mente, não com o lógico. A Hillary, por sua vez, representava (aos olhos de muitos eleitores) um blá, blá, blá, que não iria fazer diferença. Extremamente baunilha, insossa, sem sal. Tanto que taxa de rejeição dela chegava a 70%.

Se tem que tomar um remédio, que seja o mais amargo, mais forte… mas que tem mais cara de que vai dar certo.

O que podemos aprender com isso? Como você pode aplicar isso na sua empresa?

1. Descubra a Dor Do Seu Cliente

O maior erro que vejo é você criar algo pra vender, e depois tentar achar quem queira compra. Está errado. Primeiro encontre a fome/sede/dor do seu cliente… e depois você corre atrás de uma solução para ele. Aí certamente ele vai querer.

Trump fez isso magistralmente. Mapeou as maiores insatisfações das pessoas e baseou sua campanha toda em cima dessas dores. Funciona pois ele não inventou nada… elas de fato existem. E as pessoas não podiam negar.

2. Encontre Uma Explicação

Mostre para seus clientes a razão de ele estar sentindo aquela dor/dificuldade/problema. Explique de onde vem aquilo e preferencialmente aponte os culpados. Pode ser o governo, o universo, a concorrência, a crise, o sistema de educação… mostre que você tem o mesmo inimigo que seu cliente e ele vai gostar muito mais de você logo na arrancada.

Sue cliente precisa pensar “Hmmm, faz sentido. Nunca pensei dessa forma antes”. Ai você prepara o terreno para a próxima fase.

3. Crie Uma Solução Diferente

A maior vulnerabilidade da Hillary foi não poder colocar a culpa das coisas erradas em ninguém, pois seu partido estava no poder por 8 anos. Logo, as soluções dela não tinham um elemento crucial: o fator novidade.

Trump explorou isso e você também deve usar isso no seu posicionamento. Explique que a sua proposta de solução para o problema é nova por motivos X, Y ou Z. O iPhone tinha tela touch. Netflix deixa você ver o que quiser na hora que quiser. O carro da Tesla não usa gasolina.

E você? Qual a novidade da sua solução?

Sua novidade pode ser/incluir:

– Sua historia, origem;
– Sua embalagem;
– Sua maneira de usar/aplicar;
– A experiência do cliente, superior aos demais;
– Sua promessa de resultados esperados;

É isso. Dor real -> Explicação Convincente -> Solução nova.

Se você conseguir alinhar esses 3 elementos, seu novo posicionamento pode levar para você a um nível inédito no seu negócio.

Funcionou para o Trump. Aposto que pode funcionar para você.

Compartilhe esse artigo ou marque seus amigos abaixo nos comentários, que tem interesse em aprender mais sobre posicionamento e diferenciação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s